Atwood, Miller, Orwell e Foucault…

Talking With the Anonymous Donors Giving Away Free Copies of '1984 ...

Devo contar para vocês que me considero uma amante dos livros e series que relatam sociedades distópicas. E desde que comecei a ter este contato com os conceitos de Biopoder, Biopolítica, Necropolítica etc. sinto que nós estamos vivendo como se fossemos parte duma distopia que virou realidade.

Desde 1984 de George Orwell até “The Handmaid’s Tale” série criada por Bruce Miller baseado no livro de Margaret Atwood (O conto da Aia) disponível no Globo Play. Hoje tentarei fazer uma relação desses conceitos com os acontecimentos nesses mundos contrários às utopias. 

Na organização Orwelliana aquelas telas utilizadas pela polícia do pensamento eram utilizadas para o julgamento por parte da sociedade representaria, segundo eu, à Sociedade Disciplinar. Tomando em conta que nossas instituições disciplinares não diferem muito das instituições disciplinares no mundo de 1984 (Quarto 101), mas também como nós mesmos somos julgados pelos nossos pensamentos, que para mim seria a Sociedade de Controle. Por outro lado, na série “The Handmaid’s Tale” o “centro vermelho”, um exemplo que representaria a sociedade disciplinar e o fato que todo mundo é espiado ou observado por alguém, os olhos / “Sob o olho dele” (Deus),  seria uma representação da sociedade de controle, pois mesmo se não tivesse alguém te olhando, é você com a sua própria consciência que esta olhando sobre você mesmo.

As cenas fortes de violência na série “The Handmaid’s Tale” traz um exemplo vivido sobre o como funcionaria o Biopoder. Uma sociedade que esta ligada diretamente entre julgamentos, pensamentos e ideologias, tem controle sobre a sua própria reprodução e controle. O problema no que se baseia a série, tem a ver um mundo onde os nascimentos estão em declínio e esse argumento é o utilizado para justificar todos os atos de violência, estrupo e assassinatos em Gilead.

Tanto Oceania como a República teocrática de Gilead (os países onde se desenrolam as histórias de 1984 e The Handmaid’s Tale, respetivamente); seriam o que se conhece melhor como Estado de Exceção. Pois nos dois países se fala de “ontem” ou de “como era antes” quando as pessoas gozavam da liberdade, e ao mesmo tempo como pouco a pouco algumas pessoas de bios passaram a ser zoé. Em cada um dos países existe um grupo que é excluído tanto por raça, por religião ou por género. E em cada caso como estão no Estado de exceção se pode matar e reduzir o povo, e ninguém vai ser punido por isso.     

O poder do Império em 1984 seria reconhecido pelos diferentes tipos de ministérios criados na Oceania ministério do amor, da paz, da abundância, e da verdade; pensando claro que cada um desses nomes outorgados aos ministérios se refere aos conceitos etimológicos contrários de cada palavra. Ao mesmo tempo como a sociedade de Gilead divide às pessoas a continuação se mostra por ordem de importância; comandantes(H) , anjos(H), guardiões(H), esposas(M), tias(M), marthas(M), econopeople(H-M), aia(M), unwomen(M) – não mulheres (mulheres estéreis, viúvas, feministas etc.), e os unbabies(H-M) – não bebês (bebês que nascem mortos ou crianças que tem algum defeito congênito)

Acaba sendo muito difícil não se preocupar com os eventos de massacres, e injustiças que vivemos no mundo hoje em dia, mas é muito mais aterrador pensar que essas histórias que DEVERIAM constar apenas nos livros, estão se tornando realidade. 

Numa entrevista, quando o entrevistador perguntou para Atwood se ela acha possível que seu livro (O conto da Aia) virasse realidade… ela respondeu, que espera que não, mas que todas as coisas horríveis que aconteceram na segunda guerra mundial foram previstas e detalhadas no livro do Hitler (Mein Kampf), na época ninguém acreditou que alguma coisa assim ia a acontecer, mas aconteceu…

Simplesmente posso concluir que talvez a nossa salvação esta na resistência.

Sandra Barzallo

Publicado por zhanbarzallo

Ciudadana del mundo, que siempre será feliz de regresar a su país!

Responder

Introduce tus datos o haz clic en un icono para iniciar sesión:

Logo de WordPress.com

Estás comentando usando tu cuenta de WordPress.com. Cerrar sesión /  Cambiar )

Google photo

Estás comentando usando tu cuenta de Google. Cerrar sesión /  Cambiar )

Imagen de Twitter

Estás comentando usando tu cuenta de Twitter. Cerrar sesión /  Cambiar )

Foto de Facebook

Estás comentando usando tu cuenta de Facebook. Cerrar sesión /  Cambiar )

Conectando a %s

A %d blogueros les gusta esto: